terça-feira, 8 de novembro de 2011

EXPLOSÃO DA NATUREZA




Irrompe a força do touro
em pastagens verdejantes
de um coração nômade,
errante.

Fogoso qual jovem animal,
livre por sobre a campina,
a correr célere,
traquina.

Garrido,intrépido,altaneiro,
intenso em seu aparecer
vem o amor
acontecer.

Toma todos os espaços,
cerca em breves compassos
enrola,envolve,aconchega,
isola.

Em meio à fúria incontida,
diferentemente de outra lida,
arrasta aos píncaros,
cosmifica.

Sensação de delírio insano,
o próprio passar acalma.
Tal corrente de águas claras,
Flui plácido!



(Mariney K.)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

ROCHA MOUTONNÉE





R elíquia reconhecida,
O riunda de geleiras.
C avada,rara e erodida
H á,em si,história infinda.
A presenta facie linda !

M onte de estranha frente,
O velha lhe é parente.
U rge mérito galardão,
T razido na ocasião,
O utorgado por poesia.
N uvem de louros e palmas
N esta reunião festiva,
É, mui justa,esta inventiva.
E m Salto,se encontra a alma!
 (Mariney K.)